No começo da manhã desta quinta-feira (23), Rosinaldo dos Santos Cruz, de 42 anos, morreu em uma ação da 14ª Companhia Independente de Polícia Militar (CIPM) em Tomé-Açu, nordeste paraense. O homem teria reagido a uma abordagem após uma denúncia de tráfico de drogas e, por isso, foi baleado e não resistiu as ferimentos. Com ele, a polícia apreendeu mais de dez quilos de droga e uma arma de fogo.

Segundo a PM, o caso foi por volta das 6h. Agentes do Grupamento Tático Operacional (GTO) receberam uma informação de que um carregamento de drogas iria chegar naquela manhã ao município e, com essa pista, começaram a fazer rondas em busca de um carro dirigido por um suspeito. Em certo momento, no bairro da Pedreira, eles viram o carro descrito na denúncia parado na Rua da Saudade, e se aproximaram. Ao ver os PMs, o homem saiu do carro e correu para o quintal de uma casa.

Os policiais alegam que o homem disparou na direção da guarnição, e para se defender, um PM atirou em resposta. Após ser baleado e incapacitado, Rosivaldo foi levado pelos próprios policiais para a Unidade de Pronto Atendimento (UPA) de Tomé-Açu,mas não resistiu aos ferimentos e morreu no hospital.

 No carro que ele dirigia, modelo Fiat Palio, foram encontradas onze embalagens de um quilo cada com maconha. Com o suspeito morto, a Polícia ainda apreendeu um revólver, calibre 38 e uma balança de precisão. Todo material apreendido foi levado para a Delegacia de Polícia Civil de Tomé-Açu, onde o caso foi registrado como morte em decorrência de intervenção policial.