A loira mais querida do Pará também se rendeu à “moda” dos live shows, apresentações transmitidas ao vivo nas redes sociais ou em plataformas de vídeo. Amanhã, 22, Joelma faz uma live a partir das 20 horas em seu canal oficial no Youtube. A artista anunciou que a programação, intitulada “Joelma em casa”, tem o objetivo de levantar recursos para instituições de caridade por todo o Brasil, e também, ajudar o Pará. Os locais que receberão as doações não foram divulgados.

No auge dos 25 anos de carreira, vários sucessos emplacados e coreografias não só inesquecíveis como “copiadas” em todo o país, a artista promete um show nostálgico, com hits do início da carreira até os dias de hoje, como forma de atender a um pedido frequente dos fãs nas redes sociais. As canções “Dançando Calypso” (Cavalo Manco), “Cumbia do Amor”, “Imagino”, “No Bate-Papo”, “Tchau Pra Você” e “Acelerou” provavelmente devem se mesclar com sons mais atuais da artista, a exemplo de trabalhos do EP “Minhas Origens”, lançado em meados de 2019 pela artista e a música “Botar Pra Chorar”, lançada recentemente nas plataformas digitais.

Para a cantora, a apresentação virtual é uma oportunidade de levar bons sentimentos ao público, em um período cercado de preocupações causadas pela pandemia do novo coronavírus. “Meus fãs e amigos estavam pedindo essa live há um tempo e acho que chegou a hora de levar um pouco de alegria pra quem está em casa nesse período tão difícil, além de poder contribuir com quem precisa do nosso apoio, solidariedade e amor neste momento. Espero todo mundo nessa live para, juntos, fazermos a diferença na vida de alguém!”, comenta Joelma, que seguirá todas as instruções da Organização Mundial da Saúde (OMS) durante a live e contará com uma reduzida equipe para realização da programação.

As famosas trocas de figurino que tradicionalmente ocorrem nos shows físicos da artista – que rendem sempre looks coloridos e pra lá de chamativos – também serão presentes no live show. Na ocasião, a musa paraense também vai atender solicitações de músicas de famosos, como Marcos Mion, Maisa, Sabrina Sato e outras celebridades.

Cada vez mais ativa nas redes sociais, a loira tem feito publicações em tom descontraído e vem compartilhando memes em seu perfil oficial do Instagram. A artista também tem aproveitado o momento de “quarentena” para ensinar os fãs algumas das suas famosas coreografias por meio de vídeos publicados em seu canal no IGTV, no Instagram.

Vale lembrar que, em novembro de 2019, a artista gravou o segundo DVD solo da carreira, em Goiânia, capital de Goiás. O trabalho, que foi realizado em comemoração dos 25 anos da trajetória de Joelma na música, contou com participações especiais como de Lauana Prado, Xand Avião e da cantora gospel Ludmila Ferber. A apresentação contou ainda com a participação de bailarinos que fizeram história com a Banda Calypso e ao menos cinco trocas de roupa. O trabalho será lançado em breve, mas ainda sem data confirmada, segundo a assessoria da artista.

Ao longo de duas décadas e meia, a artista vem mantendo a identidade e o gênero que a consagrou como artista: o calypso. Uma das artistas mais queridas de todo o Brasil, a paraense foi responsável por levantar a bandeira nortista em programação de repercussão nacional e instigar a curiosidade dos brasileiros sobre a cultura do Pará.

Da cidade de Almeirim, no Baixo Amazonas, Joelma começou a trajetória com apenas 19 anos, quando integrou o grupo “Fazendo Arte”. Naquele período, ainda dando os primeiros passos, a cantora chegou a fazer shows de abertura de grandes nomes da música que passavam pelo Pará. Atualmente, a artista soma uma vendagem superior a 20 milhões de discos, apresentações internacionais, canções gravadas em outros idiomas, títulos, prêmios e fãs em países como  Argentina, Peru, Angola, Estados Unidos, Suíça, Espanha, Japão, entre outros.