O Pará registrou uma queda no índice de isolamento social no ranking brasileiro e fechou na segunda-feira, 20, com 53,69%. Depois de figurar na 3ª, 7ª e na 8ª posição nos últimos dias, o Estado caiu para o 9º lugar, na segunda-feira em relação as demais localidades brasileiras. Os dados foram levantados pela Secretaria de Inteligência e Análise Criminal (Siac), vinculada à Secretaria de Segurança Pública e Defesa Social do Pará (Segup), que faz a verificação da taxa diariamente.

“Desde sexta-feira, o Pará vem figurando entre os 10 melhores estados da federação em isolamento social, o que significa que melhoramos em relação às outras semanas, porém devemos melhorar ainda mais, tendo em vista que o isolamento deve atingir 70% em cada Estado e ainda não conseguimos atingir esse patamar aqui. Esperamos cada vez mais a adesão e a compreensão da população, para que possam se manter em casa. Quem puder fiquei em casa, para que estejam nas ruas apenas as pessoas que devem ficar em razão da sua profissão, para proteger a vida dos demais”, afirmou o titular da Segup, Ualame Machado.

Os órgãos do Sistema de Segurança Pública atuam, desde o dia 17, em razão do feriado prolongado de Tiradentes, nas barreiras de entrada e saída de veículos, fiscalizando e impedindo o tráfego intermunicipal de carros com fins recreativos. A ação ocorre em cumprimento ao decreto estadual que determina o isolamento social e segue até esta quarta-feira (22).

Municípios

De acordo com o levantamento, ao analisar as cidades paraenses, os melhores índices de isolamento, ou seja, onde as pessoas passaram mais tempo em casa respeitando a quarentena, estão nos municípios de São João do Araguaia (81,3%); Magalhães Barata (75,6%); Chaves (74,4%); Peixe-Boi (73,4%) e São Caetano de Odivelas (71,5%). Já as cidades que tiveram o pior índice de isolamento, ou seja, aqueles onde a população menos permaneceu em casa, estão Curuá 37,0%; Novo Progresso 39,4%; Conceição do Araguaia 41,4% e Goianésia do Pará (41,7%)

Descentralização

Os municípios de Marabá, Santarém e Breves irão abrigar Hospitais de Campanha para receber pacientes contaminados pela Covid-19. Nessas cidades, a taxa de isolamento esteve em 46,4%, 48,4% e 54,4%, respectivamente.

Belém e Ananindeua 

A capital paraense computou 54,6% de isolamento. Já os bairros de Belém, incluindo os distritos, onde as pessoas mais estiveram dentro de casa na segunda-feira foram Águas Lindas (71%); Cabanagem (68,3%) e Água Boa (67,8%).

Em Ananindeua, onde a taxa atingiu (58,9%), os melhores índices foram registrados nos bairros Jaderlândia (91,7%); Atalaia (75,4%) e Jiboia Branca (73,2%).

Índices de isolamento por bairro em Belém na segunda-feira:

Melhores
Águas Lindas 71% 
Cabanagem 68,3% 
Água Boa 67,8%

Piores
Pratinha 40,2%
Maracacuera 41,3%
Jurunas 43,3%

Índices de isolamento por bairro em Ananindeua na segunda-feira:

Melhores
Jaderlândia 91,7% 
Atalaia 75,4% 
Jiboia Branca 73,2%

Piores
Águas Brancas 46%
Curuçambá 49,2%
Centro 58,4%