Ao perceber os primeiros sinais de casos de pessoas contaminadas pelo novo vírus chinês em seu território, o Senegal generalizou o tratamento com hidroxicloroquina. Apenas três mortes notificadas.

De acordo com Conexão Política, Moussa Seydi, médico responsável pelo combate à pandemia no país, confirma que primeiros resultados são animadores. No Brasil já acontece o mesmo.

Ainda de acordo com a publicação, ele é o responsável pelo combate da doença. Infectologista do centro de doenças infecciosas do hospital Fann em Dakar, ele escolheu, desde os primeiros casos, usar o tratamento com hidroxicloroquina para facilitar a cura de pacientes.

Até agora, o Senegal registrou 291 casos positivos do vírus chinês, dos quais 178 foram relatados curados. 111 pessoas ainda estão hospitalizadas e apenas uma delas está em terapia intensiva.

Tudo deve ser feito para que a luta contra a epidemia seja bem-sucedida“, afirmou o infectologista.

Fonte: Gazeta Conservadora