O presidente Jair Bolsonaro publicou no Twitter que testou negativo para coronavírus. Em duas linhas, afirma: 
“HFA/SABIN atestam negativo para o COVID-19 o Sr. Pres. da República Jair Bolsonaro.” A publicação do presidente não informa se o resultado é do primeiro exame ou de uma contraprova.

Jair M. Bolsonaro@jairbolsonaro

– HFA/SABIN atestam negativo para o COVID-19 o Sr. Pres. da República Jair Bolsonaro.

View image on Twitter

Mais cedo, a publicação norte-americana Fox News publicou: “O presidente do Brasil, Jair Bolsonaro, deu positivo para o coronavírus, confirma a Fox News”. Publicações nacionais também haviam dito que o presidente testou positivo para covid-19, mas não haviam afirmado. A Fox News cita Eduardo Bolsonaro, filho do presidente, como fonte da informação.

E a publicação diz ter falado com Eduardo Bolsonaro: “O filho de Bolsonaro, Eduardo, disse à Fox News que eles estão fazendo mais testes para confirmar o diagnóstico, acrescentando que esperam o segundo conjunto de resultados de testes ainda nesta sexta-feira.”

No início da tarde no Brasil, a Fox News atualizou a sua publicação, dizendo que Jair Bolsonaro deu negativo para o coronavírus, citando novamente Eduardo Bolsonaro, “contradizendo os relatos anteriores de que o líder sul-americano havia dado positivo”. A publicação norte-americana sustentou que Eduardo havia dado a entender que o primeiro teste testou positivo, “dizendo que mais testes estavam sendo feitos para confirmar o diagnóstico, acrescentando que eles esperavam o segundo conjunto de resultados de testes no final do dia”.

Eduardo Bolsonaro havia dito  em postagem no Brasil que o resultado positivo do exame em seu pai não era verdade: “Muito boato e pouca informação. Teste para coronavírus feito com equipe que foi com JB para EUA ainda não foi concluído”.

Bolsonaro havia falado, há poucos dias, a uma plateia de empresários americanos  que o coronavírus era menos do que a mídia falava: “Obviamente temos um momento de crise, uma pequena crise. No meu entender muito mais fantasia, a questão do coronavírus, que não é isso tudo que a grande mídia propaga pelo mundo todo. Alguns da imprensa conseguiram fazer duma crise a queda do preço do petróleo, mas isso não é crise, obviamente problema da bolsa, isso acontece esporadicamente.”

Depois que o secretário de Comunicação da Presidência, Fábio Wanjgarten, testou positivo para o coronavírus, o presidente mudou o tom e apareceu em um vídeo de máscara ao lado do ministro da Saúde, Luiz Henrique Mandetta.