Um relatório preliminar apresentado pelo prefeito de Altamira, Claudomiro Gomes (PSB), na última quinta-feira, 14, aponta que o antigo gestor da cidade do sudoeste paraense, Domingos Juvenil, deixou uma dívida na Casa que já chega a R$ 118 milhões.

Segundo os dados, só no sistema previdenciário do município, a Altaprev, o rombo bateu os R$ 21 milhões. Já em dívidas parceladas com a Receita Federal, o rombo soma mais de R$ 50 milhões.

De acordo com a reportagem do portal A Voz do Xingu, a equipe do atual governo municipal levou 14 dias para chegar a esse montante inicial, mas Claudomiro disse que até o dia 10 de fevereiro deve apresentar ao Ministério Público Estadual o relatório final sobre a situação em que encontrou a prefeitura.

Além disso, o gestor informou que vai responsabilizar judicialmente Domingos Juvenil e seu secretariado pelo rombo deixado nos cofres da prefeitura de Altamira.

Prédio esvaziado

No dia 5 de janeiro, Claudomiro recebeu o prédio da Prefeitura esvaziado. Ele ainda eelatou que a transição não foi realizada e a atual equipe do executivo municipal não dispunha de qualquer informação sobre a administração do ex-prefeito Domingos Juvenil (MDB)

Na ocasião, o prefeito já questionava sobre a situação financeira do município. “Não temos informações sobre o que foi pago, não se sabe ao certo quantos funcionários receberam. Esse é o nosso trabalho a partir de agora. Buscar respostas para a população de Altamira”, disse no vídeo.

O momento da chegada de Claudomiro nas redes sociais foi registrada