A votação para definir o novo prefeito de Belém começou às 7 horas deste domingo, 29. Desde cedo, eleitores já se organizavam em filas nos colégios eleitorais, aguardando a abertura dos portões. Neste ano, por causa da pandemia da covid-19, o horário da votação foi adiantado uma hora.

As três primeiras horas do pleito, das 7h às 10h, serão preferenciais para eleitores idosos, grupo de risco do novo coronavírus. Este horário, no entanto, não é exclusivo para maiores de 60 anos, como sugerem algumas publicações que vêm circulando nas redes sociais.

Carlos Santos, de 65 anos, chegou às 6h30 no Colégio Gentil Bittencourt, no bairro do Nazaré, para aguardar a abertura do portão. “Cheguei cedo aqui. No primeiro turno, fui o primeiro a entrar, e agora, estou sendo o sexto. Vamos fazer a nossa parte de cidadão”, disse.

O eleitor Carlos Santos, 65, do grupo de risco, chegou cedo para votar no Colégio Gentil Bittencourt, em Belém

No Colégio Gentil Bittencourt, os portões abriram pontualmente às 7h. A escola realiza aferição de temperatura na entrada e os eleitores estão usando máscaras de prevenção à covid-19, obrigatórias para votar, e documento de identificação ou e-Título. O movimento é tranquilo, sem aglomeração e atende recomendação de distanciamento social mínimo de 1,5 metro nas filas.

Em Belém, maior colégio eleitoral do Pará, há um pouco mais de 1 milhão de eleitores. Disputam o segundo turno da eleição municipal, o candidato do Patriota, Delegado Eguchi, e o ex-prefeito Edmilson Rodrigues, do Psol.