Este ano, para evitar aglomeração de pessoas, o Tribunal Regional Eleitoral no Pará (TRE-PA) alterou o endereço de zonas e seções eleitorais. A mudança, no entanto, combinada à desorganização nas escolas, causa confusão na manhã deste domingo, 15, no Instituto Federal do Pará (IFPA), localizado no bairro do Marco, em Belém.

É o caso do Jorge Alexandre, de 74 anos, que veio do distrito de Mosqueiro, a mais de 70 quilômetros da capital paraense. Ele diz que vota a muitos anos na escola Visconde de Souza Franco, que fica em frente ao IFPA, mas chegando lá, foi informado de que tinha sido remanejado. Já no IFPA, ele não obteve informação da seção onde votaria.

“Nunca aconteceu isso comigo; é a primeira vez. Não tem condições de ficarmos aqui. Até que horas? O erro foi deles, o certo era fazer uma relação lá na frente indicando a seção. (…) Quer dizer que a gente anda há muitas horas por aqui e não sai daqui?”, disse ele, que faz parte do grupo de risco.

Confirmou que há falta de sinalização nos colégios eleitorais, indicando locais e seções de votação. “Eu estou achando que isso aqui é uma bagunça. Nem eles mesmo sabem dizer nada. Eu já vim de duas escolas; vim bater aqui e ninguém sabe dar informação nenhuma”, disse o seu Roberto. 

“É muita falta de respeito. A gente sai antes das 7h de casa para evitar aglomeração, depois chega aqui e vai na sala, depois do terceiro endereço, para ouvir que ela não existe mais. (…) Não posso nem justificar porque não encontro nada”, afirmou a eleitora Ângela Maria, de 65 anos.

Consulte o local de votação antes de sair de casa

A consulta do local de votação pode ser feita no site do Tribunal Superior Eleitoral (TSE), pelo nome, número do título ou CPF do eleitor, ou pelo aplicativo e-Título. Nos quatro casos, é preciso fornecer a data de nascimento e o nome da mãe. O eleitor também pode fazer a consulta pelo WhatsApp do TSE, no número (61) 9637- 1078