Após décadas, a população do Mississippi aprovou uma nova bandeira, com uma magnólia e a inscrição “In God We Trust” (Confiamos em Deus, em tradução livre). A votação ocorreu na última na última terça-feira, 3.

Elaborada depois do estado sulista remover sua antiga bandeira, que tinha o símbolo confederado, ela agora foi ratificada pela população. Com uma extensa história segregacionista, o Mississippi foi o último estado americano a abolir o símbolo em sua bandeira. A Geórgia o eliminou da sua em 2003.

Durante muito tempo, o símbolo causou divisão em um estado com significativa população negra (cerca de 38%). Em 2001, a maioria dos eleitores haviam optado por manter a antiga bandeira.

Ela tinha a cruz azul na diagonal, com 13 estrelas brancas em um fundo vermelho, há 126 anos. O símbolo representa os estados do sul, que eram contrários à abolição da escravidão na Guerra Civil americana (1861-1865), e hoje é usado por grupos racistas e supremacistas brancos.

A bandeira foi abolida em meio a protestos contra o racismo e a violência policial em todo o país e críticas de conotações racistas. O movimento ganhou força após o assassinato de George Floyd, que morreu após um policial pressionar o joelho contra seu pescoço por quase nove minutos.

Seus apoiadores defendiam ser um símbolo do patrimônio regional.

Fonte: G1