A Polícia Federal apreendeu mais de 146 toneladas de manganês no porto de exportações em Vila do Conde, em Barcarena.  Foi a maior apreensão no Estado. Duas pessoas foram presas no dia anterior, sexta-feira, 23, por não possuírem documentação legal da origem lícita de minério.

Os 186 contêineres com manganês seriam destinados a China. Todo o minério apreendido era de origem ilegal, extraídos no Pará e vendidos com notas fiscais “esquentadas” por empresas que possuem títulos autorizativos de lavra. Além do minério, houve apreensão de maquinários.

Drogas

Neste domingo, 25, a operação conseguiu localizar e destruir cerca de uma tonelada de maconha em duas plantações em áreas ribeirinhas no município de Ipixuna do Pará, sudeste do estado. Foram erradicados e incinerados três mil pés da planta. Os cultivadores fugiram do local com a chegada das equipes.

A ação ocorreu no âmbito da Operação Ágata, que tem como objetivo combater crimes ambientais, tráfico de drogas, contrabando e descaminho. A operação foi realizada nos dias  22, 23, 24 e 25 de outubro, com atuação da Polícia Federal em conjunto com Marinha do Brasil, Ibama, Agência Nacional de Mineração e Receita Federal