De acordo com equipes do Corpo de Bombeiros, o fogo no Morro das Antenas se alastrou rapidamente por causa dos ventos fortes registrados na noite desta quarta-feira (23). O Morro é um dos cartões postais e porta de entrada do município de Canaã dos Carajás, no sudeste do Pará.

Bombeiros e brigadistas tiveram bastante dificuldade para acabar com o incêndio, considerado de grande proporção. Eles levaram mais de três horas para apagar o fogo.

O incêndio começou por volta das 21h30. Logo uma equipe da Brigada de Combate ao Incêndio se deslocou para o local. Um carro pipa também foi acionado mas por causa da altura e dos fortes ventos, foi necessária também a atuação do Corpo de Bombeiros.

O fogo só foi controlado por volta de 1h da madrugada. O trabalho de combate às chamas começou por cima do morro, segundo a Secretaria Municipal de Meio Ambiente (Semma). Era possível ver as chamas a quilômetros de distância. O incêndio destruiu boa parte da vegetação do morro.

O Corpo de Bombeiro apura as causas do incêndio. Não se sabe o que provocou o fogo entretanto as queimadas são muito utilizada pelos agricultores, nessa época de clima seco, para a limpeza e preparo do solo antes do plantio. Muitas vezes, essa prática é feita de maneira improvisada e os trabalhadores rurais perdem o controle da ação.

O fogo indiscriminado prejudica a saúde das pessoas, causa danos ao solo, como a eliminação de nutrientes essenciais às plantas. As queimadas também trazem uma série de prejuízos à biodiversidade, a dinâmica dos ecossistemas e a qualidade do ar.

Em Canaã dos Carajás, segundo a imprensa local, a população tem sido bastante prejudicada, porque as queimadas são constantes, o que agrava o estado de saúde de pessoas por conta da pandemia do novo coronavírus, que ainda causa graves crises respiratórias nos pacientes.