Dos onze candidatos que estão na disputa à Prefeitura de Belém, apenas um ainda não teve o nome de seu vice confirmado por sua equipe: Mário Couto (PRTB). Na ata da convenção municipal do partido, registrada no Tribunal Regional Eleitoral (TRE), consta o nome de Samir Tadeu Santos, mas a assessoria diz que ainda não está definido e que o vice será anunciado até o dia 26 de setembro, prazo final para registro de candidatura. Esta semana, os partidos políticos e coligações estão envolvidos nos requerimentos para registros de seus candidatos. Apesar da orientação da Justiça Eleitoral para que as legendas não deixassem para última hora, para evitar congestionamento no sistema, em Belém, a maioria dos candidatos ainda não foi registrada.

No sistema de Divulgação de Candidaturas 2020, duas chapas que estão na disputa, na capital paraense, estão publicadas: Cleber Rebelo/ Seu Alex (PSTU) e Guilherme Lessa e Major Diamantina (PTC). Segundo a Justiça Eleitoral, o sistema é abastecido de acordo com a oficialização do registro de candidaturas para o pleito de novembro próximo.

Dr. Jerônimo, que compõe chapa com Ana Paula Andrade (PMB), informou que apresentou os documentos necessários há quatro dias. A assessoria de Edmilson Rodrigues (PSOL), que é candidato a prefeito ao lado de Edilson Moura (PT), informou que o registro dele foi feito na manhã de segunda-feira (21).

Gustavo Sefer (PSD), que teve o nome de seu vice na chapa, o advogado Alexandre Padilla (PP), confirmado no último sábado (19), deve ser registrado até o dia 24. Segundo sua assessoria, o setor jurídico tem reunido as documentações de todos os candidatos, inclusive vereadores da coligação, para apresentar tudo de uma única vez.

O requerimento de registro de candidatura do deputado Vavá Martins e de seu vice na chapa, o Sargento da Polícia Militar Carlos Gonçalves, será apresentado pelo partido dos dois, o Republicanos, até esta terça, segundo sua equipe. A assessoria do deputado Cássio Andrade (PSB) informou que ele também será registrado na Justiça Eleitoral nesta terça. O parlamentar entra na disputa ao lado do professor e pastor Max Lima (Pros), candidato a vice na chapa.

Os demais candidatos não confirmaram quando o registro será feito. Para esta eleição, o presidente do Tribunal Superior Eleitoral (TSE), ministro Luís Roberto Barroso, estimou em mais de 700 mil os candidatos que disputarão as 5.568 vagas de prefeito e as milhares de cadeiras de vereador no pleito, em todo o País.

O prazo para registro dos candidatos termina dia 26, mas segundo informações da Justiça Eleitoral, caso os partidos políticos ou coligações não tenham requerido o registro de algum candidato escolhido em convenção, a data-limite fixada em lei para a formalização individual do registro perante o TSE ou algum Tribunal Regional Eleitoral é o dia 1º de outubro, também até as 19h.

Pelo calendário, a partir do dia 27 de setembro, estará permitida a propaganda eleitoral, inclusive pela internet, realização de comícios, passeatas e reuniões públicas. A propaganda eleitoral gratuita no rádio e na televisão relativa ao primeiro turno começa a ser veiculada no dia 09 de outubro, e vai até o dia 12 de novembro.

O primeiro turno das eleições está marcado para o dia 15 de novembro.

Candidatos

Com a definição do vice de Gustavo Sefer, Belém tem dez chapas confirmadas para concorrer à Prefeitura e mais um candidato sem o vice definido ainda: Cássio Andrade e Max Lima (PSB, Pros, Avante e Solidariedade.); Cleber Rabelo e Seu Alex (PSTU); Edmilson Rodrigues e Edilson Moura (Rede, PDT, UP, PC do B e PT); Delegado Everaldo Eguchi e Edemberg Mota (Patriota); Guilherme Lessa e Major Diamantina Nascimento (PTC); Gustavo Sefer  e Alexandre Padilla (PSD/PP); Dr. Jeronimo e Ana Paula Andrade (PMB); José Priante e pastora Patrícia Queiroz (MDB, DC, PTB, PSC, PSL, PL e Podemos); Thiago Araújo e Marinalva Muniz (Cidadania, PSDB, DEM, PV e PM); Vavá Martins e Sargento Carlos Gonçalves (Republicanos). Mario Couto concorre pelo PRTB, mas seu vice ainda não foi confirmado.