Agentes rodoviários flagraram um motorista conduzindo o veículo a 150km/h em uma estrada da província de Alberta, no Canadá. Após perseguir o condutor que dirigia acima do limite de velocidade permitido, tiveram uma grande surpresa: ele estava dormindo ao volante.

Intrigados com a cena, os policiais o acordaram e se deram conta de que o carro estava na função piloto automático, ou seja, dirigia por conta própria.

“O carro parecia dirigir sozinho, viajando mais de 140 km/h, com os dois bancos dianteiros completamente reclinados e os ocupantes parecendo estar dormindo”, disse a Polícia Real Montada do Canadá.

O motorista, de 20 anos, foi multado por dirigir acima do limite de 110km/h e também por direção perigosa. Ele ainda teve a carteira suspensa por 24 horas, de acordo com matéria publicada no jornal britânico The Guardian.