Estão disponíveis para ser entregues, ainda este mês, autotestes para HIV/Aids em mais cinco Unidades Básicas de Saúde de Belém (UBS). São elas: Marambaia, Sacramenta, Icoaraci, Guamá e mais a de Maracajá, em Mosqueiro. 

A ferramenta permite que o indivíduo tenha autonomia para a realização do exame e saiba precocemente o diagnóstico do HIV. Não é destinada para o diagnóstico de outras Infecções Sexualmente Transmissíveis (ISTs). No kit consta o dispositivo de teste, um líquido reagente, uma lanceta (para furar o dedo), um sachê de álcool e um capilar (tubo para coletar o sangue). O resultado demora cerca de 20 minutos.

O teste está disponível para a população desde o mês de maio deste ano, sendo, inicialmente, ofertado aos usuários do Centro de Testagem e Aconselhamento (CTA).

O teste deve ser repetido após 30 dias, caso o resultado seja negativo e, se for positivo, deve ser confirmado em um serviço de saúde. É direcionado, preferencialmente, a casais sorodiferentes (quando um dos parceiros vive com HIV e o outro não), travestis, transexuais, homens que fazem sexo com homens (HSH) e trabalhadores do sexo.