O presidente dos Estados Unidos, Donald Trump, reafirmou nesta quinta-feira, 2, a importância de que se respeite o isolamento social, a fim de conter a disseminação do coronavírus “Os sacrifícios das próximas quatro semanas representarão muitas vidas salvas”, disse ele, durante entrevista coletiva na Casa Branca.

Trump informou que realizou hoje um novo teste para coronavírus, que deu novamente negativo. O presidente disse que fez esse procedimento para testá-lo, no momento em que os EUA buscam elevar a quantidade de testes e ter um melhor retrato da situação.

O presidente também comentou que tem havido progressos na frente médica para se buscar tratamento contra o vírus, mas sem dar detalhes, e lembrou que invocou uma lei para que algumas empresas sejam obrigadas a ajudar na construção de respiradores. Além disso, voltou a mencionar ações recentes para apoiar as empresas e os trabalhadores, nesse momento.

Respiradores

Trump recorreu à Lei de Defesa da Produção, uma lei de mobilização de segurança da época da Guerra da Coreia, para garantir suprimentos que as companhias necessitam para fabricar respiradores. 

Em comunicado nesta quinta-feira, ele disse que orientou a Secretaria de Saúde e Serviço Social e a Secretaria de Segurança Interna a auxiliarem fabricantes locais como General Electric, Hill-Rom, Medtronic, ResMed, Royal Philips e Vyaire Medical a assegurar o suprimento necessário para a construção de respiradores “necessários para combater” o coronavírus.

O presidente elogiou as empresas e outras fabricantes domésticas por aumentarem a produção das máquinas e disse que o pedido salvará vidas ao retirar obstáculos da cadeia de suprimentos que ameaçariam a rápida produção desses equipamentos.