A cantora Rebeca Lindsay, de 28 anos, foi uma das grandes atrações nacionais do programa The Voice Brasil (TVB) 2019. Com um repertório mesclando um potencial vocal com interpretações únicas de pops brasileiros e internacionais, como a versão do hit “Disk me” de Pabllo Vittar, a cantora cearense de coração paraense conquistou Ivete Sangalo. Após o reality musical a carreira de Rebeca não parou, mas uma cidade ainda não havia tido uma apresentação: a capital paraense Belém. O primeiro show pós-The Voice Brasil será ‘I Love Marcantes’ hoje, dia 14, no Mormaço (Rua Carneiro da Rocha, 1 – Cidade Velha) com as participação especiais das bandas AR15, Fruto Sensual e Play 07.

Rebeca diz ter esperado o melhor momento para escolher um bom repertório com algumas surpresas para agradecer o carinho especial do público de Belém. “O show de 14 de março representa a celebração de novos tempos na minha vida. Novas etapas e novos projetos! Representa toda a minha caminhada desde 2005 até aqui, principalmente depois do marco que foi participar de um programa reality musical tão concorrido em todo o Brasil ao lado dos maiores ícones da música brasileira. Além de receber o apoio e o carinho da rainha Ivete Sangalo e ter uma aceitação tão positiva! É o agradecimento acima de tudo pelo apoio do povo nortista! Eu sou a filha que o Norte adotou, e isso me dá orgulho!”, declara a artista.

Rebeca declara com orgulho as raízes com o Pará e o Norte brasileiro. Ainda garota se mudou para Belém aos 15 anos com apenas uma mala e dez reais no bolso para participar da formação da banda de tecnobrega AR15, com quem divide o palco neste sábado. Rebeca agora colhe resultados como shows lotados por várias cidades do Brasil e do interior do Pará. Ela encara a carreira e o sucesso como resultado da própria vertente musical o tecnomelody e o tecnobrega.

“Ver o tecnomelody, o tecnobrega e todos os adjacentes dessa vertente ganhando espaço é a prova viva de que não só o meu trabalho, mas como o de grandes bandas que vem lutando para dar continuidade ao ritmo durante anos está dando certo! Enxergo hoje o nosso ritmo não é só ritmo de um público separado e excluído, como era antes, mas sim um ritmo de todo mundo e todas as classes sociais! Nos dá orgulho, nos enche de alegria por saber que esse legado vai ficar aí por muitas gerações”, avalia.

Antes do show, Rebeca tem se dividido para gravar as músicas do primeiro CD de estúdio da carreira solo, que tem previsão de ser lançado até o final deste ano. No segundo semestre deste ano será a vez de gravar um DVD ao vivo. “O nosso ritmo é um ritmo contagiante de balanço diferente mexe com todas as nossas emoções e esse show em especial está sendo preparado para mexer com as emoções de todos”, assegura.

NOSTALGIA – O show ‘I Love Marcantes’ de Rebeca Lindsay em Belém promete ter um repertório nostálgico com a nata do tecnomelody e do tecnobrega. As músicas da apresentação passearão pelos mais de 15 anos de carreira de Rebeca, indo desde grandes sucessos bem do início em 2005 durante a passagem pela banda AR15 até a carreira solo, que começou em 2015. O repertório terá “Faz o S”, “Príncipe negro”, “Meu primeiro amor”, “Coelhetes”, “Anjo bom”, “Sofro de amor” e “Pode chorar”. “Não serão só músicas minhas como músicas de grandes artistas do nosso brega paraense, um mix de músicas para todos os gostos e idades”, enfatiza.