Após o período de Carnaval, a Assembleia Legislativa do Pará (Alepa) tem uma agenda de trabalho que inclui apreciação de projetos importantes do executivo e sessões para discutir temas como violência nas escolas e situação da educação indígena no Pará. As sessões ordinária e reuniões das comissões estão previstas para serem retomadas na próxima semana e entre as matérias importantes em tramitação na casa, estão duas relacionadas ao chamado BRT Metropolitano: o Projeto de Lei (PL) 02/2020 que institui o Sistema Integrado de Transporte Público da Região Metropolitana de Belém (SIT/RMB) e o PL 01/2020, que cria a Agência de Transporte Metropolitano (AGTRAN/PA).

Ele tramitam em regime de urgência e foram protocolados pelo Poder Executivo em janeiro e ainda vão passar pelas comissões permanentes de Constituição e Justiça (CCJ), Fiscalização Financeira e Orçamentária (CFFO) e Transportes, Comunicação e Obras Públicas (CTCOP). A expectativa é que eles comecem a ser apreciados pelas comissões na próxima semana. Passando por esses colegiados, seguem para apreciação em plenário.

Também na próxima semana, na quinta-feira (5), conforme agenda divulgada pela Assembleia Legislativa, haverá uma sessão especial, às 9h, para debater sobre a violência nas escolas. O evento foi proposto pelo vereador Orlando Lobato (PMN) e será realizado no auditório João Batista.

No dia 9 de março, outra sessão especial, proposta pela deputada Marinor Brito (PSOL), vai tratar sobre a situação da educação escolar indígena no Pará. Ela está marcada para às 14h, no mesmo auditório.

Neste mês de março, haverá ainda sessões especiais em alusão ao Dia Internacional da Mulher, no dia 12, às 09h, proposta pela professora Nilse Pinheiro (Republicanos); em homenagem aos 40 anos do PT, proposto pelo deputado Dirceu Ten Caten, às 14 horas do dia 13; para debater sobre as pessoas desaparecidas, no dia 16, às 9 horas, atendendo requerimento de Orlando Lobato; para tratar sobre os problemas e desafios dos municípios do Baixo Tocantins, no dia 19, às 14h, proposto pelo deputado Vitor Dias (PSDB); para discutir acerca do escalpelamento, no dia 20, às 10h, proposta pelo deputado Raimundo Santos (Patriota); e para tratar sobre a importância da Emater, ás 14h do dia 25, atendendo requerimento de Dirceu Ten Caten.

O Liberal