Cláudio da Silva, que estava foragido do sistema penitenciário do Pará, foi morto durante intervenção policial no município de Rondon do Pará, no sudeste do Estado, na manhã de ontem. Ele havia feito uma família refém no dia anterior, dentro de uma residência situada no povoado Santa Helena. O acusado manteve em cárcere privado uma mulher e cinco crianças.

Policiais civis foram informados que as vítimas estavam trancadas na residência, privadas de alimentação. Chegando ao local, os agentes de segurança pública confirmaram a denúncia e conseguiram socorrer as seis pessoas que eram feitas reféns.

Ao retornar das diligências, os policiais civis foram surpreendidos por um disparo. Um policial foi atingido no braço direito e no peito. Ele foi socorrido e não corre risco de morte. No mesmo dia, a 10ª Região Integrada de Segurança Pública (Risp) da Superintendência Regional do Sudeste do Pará montou uma força-tarefa para localizar e prender o criminoso.

Cláudio estava escondido em uma fazenda na zona rural de Rondon do Pará. Os policiais adentraram a propriedade particular e fizeram cerco ao acusado. Cláudio, no entanto, percebeu a ação policial e fugiu para um matagal. Lá, ele atirou em direção aos policiais, que revidaram. O criminoso foi atingido por um tiro e ainda chegou a ser socorrido, mas morreu no hospital. Com ele os policiais encontraram um revólver calibre 38, com cinco munições intactas e uma deflagrada.