O Grupo RBA decidiu afastar o apresentador de suas funções após declarações na Câmara Municipal de Belém

O vereador de Belém Joaquim Campos (Podemos) fez uma declaração intempestiva durante a sessão desta quarta-feira (19), na Câmara Municipal de Belém, usando termos de cunho sexual para desqualificar a jornalista Patrícia Campos Mello, da Folha de S. Paulo, que havia sido alvo de um ataque pelo presidente Jair Bolsonaro nesta semana.

A declaração foi feita durante um pronunciamento do vereador Toré Lima (PRB) na tribuna, que criticava o presidente, quando foi interrompido por Joaquim Campos, que atacou de forma verbal a jornalista da Folha. O vereador foi criticado durante a plenária, se envolvendo em uma discussão com a vereadora Nazaré Lima (PSol).

O GRUPO RBA, no qual o vereador também trabalha como apresentador, se pronunciou sobre o ocorrido. Confira a nota:

“Em relação aos comentários do vereador Joaquim Campos (Podemos), no plenário da Câmara Municipal de Belém, na manhã desta quarta-feira (19/02), a Rede Brasil Amazônia de Comunicação tem a registrar o seguinte:

  1. O vereador também é apresentador de programas de televisão da emissora há mais de 10 anos. As palavras do parlamentar não representam, em momento algum, a linha editorial adotada pela RBATV;
  2. A RBA de Comunicacão repudia atitudes e manifestações ofensivas, preconceituosas e de misoginia, que venham a ferir a dignidade humana e a honra das pessoas e tomou a decisão de afastar o apresentador de suas funções na emissora;
  3. A RBA tem se pautado por um jornalismo sério, pelo pluralismo de idéias, pensamentos e o respeito às posições políticas e ideológicas de todos os segmentos sociais;
  4. A RBA reafirma a sua política editoral de valorização e respeito à pessoa humana, como tem feito nos últimos 30 anos.

RBA de Comunicação”

O partido do vereador, o Podemos, iniciou o processo de expulsão de Joaquim Campos. Confira a nota do vereador na íntegra:

“Nota Oficial do Podemos Pará 

Sobre o caso do Vereador Joaquim Campos 

Esclarecemos em caráter irrevogável que o Podemos não tolera qualquer tipo de preconceito, agressão e violência contra as mulheres. 

Desta forma:

1- Prestamos total solidariedade a jornalista da Folha de São Paulo Patrícia Campos Mello, além da Vereadora de Belém Nazaré Lima, ambas atacadas covardemente pelo Vereador Joaquim Campos durante a sessão no Plenário da Câmara Municipal de Belém nesta quarta-feira. 

Fonte: DoL