A empregada doméstica Jéssica Santiago dos Santos, 29, foi morta a facadas na madrugada de deste domingo,16, na casa onde trabalhava no bairro Canela, em Salvador. Os moradores do bairro afirmam que ela estava grávida e que foi morta depois de estuprada pelo neto da patroa. A polícia baiana investiga as circunstâncias da morte.

O homem de 29 anos foi ferido pela população e levado ao Hospital Geral do Estado. A assessoria da PM na Bahia informou que o rapaz “foi capturado com uma lesão na cabeça, socorrido para o hospital”, mas já conduzido ao DHPP (Departamento de Homicídios de Proteção à Pessoa).

A denúncia, no entanto, incluiu um segundo acusado que “conseguiu fugir”, informou a PM. Os policiais militares foram acionados “por volta das 4h deste domingo” na rua Reitor Miguel Calmon.

A polícia investiga a veracidade do relato dos moradores. Eles afirmam que os dois homens brincavam o Carnaval quando pararam em frente à casa da avó de um deles e pediram para entrar.

Jéssica abriu a porta para a dupla. Um dos vizinhos disse à polícia que ela saiu da casa pouco depois ensanguentada segurando o filho pequeno no colo e alegando ter sido esfaqueada.

Pouco depois, um dos suspeitos saiu do imóvel, quando foi atacado pelos moradores. Ele só se livrou do linchamento depois que a guarnição da PM impediu. Os próprios policiais socorreram o homem antes de levá-lo para a cadeia.

Fonte: Uol