Duas pessoas morreram em acidentes de trânsito, no município de Santarém (oeste do Pará), neste final de semana. O primeiro caso foi na manhã de sábado (15), quando um carroceiro foi atingido por um carro. O motorista até tentou ajudar, mas não havia como. Na madrugada deste domingo, a vítima foi um moto-taxista, que colidiu com um carro. Neste segundo caso, o motorista não prestou assistência e fugiu.

O carroceiro morto não chegou foi identificado apenas por “Gustavo”. Ele trafegava pela rodovia Fernando Guilhon, na carroça puxada por um cavalo. Um taxista que seguia em direção ao aeroporto e estava com a habilitação vencida, relatou à polícia que se assustou com um outro veículo, que vinha na contramão e o motorista fazia manobras perigosas. Ao desviar pelo acostamento, não conseguiu evitar a colisão com a carroça. O cavalo ficou com as patas quebradas.

Gustavo, o carroceiro, morreu ainda no local. O cavalo ficou com as patas quebradas. Taxista que causou acidente relatou ter desviado de um veículo que fazia manobras perigosas.
Gustavo, o carroceiro, morreu ainda no local. O cavalo ficou com as patas quebradas. Taxista que causou acidente relatou ter desviado de um veículo que fazia manobras perigosas. (Érique Figueirêdo / TV Tapajós / G1)

Por alguns momentos, o carroceiro ainda permaneceu vivo. O taxista tentou chamar socorro. No entanto, a vítima havia batido a cabeça com força. Peritos Criminais do Centro de Perícias Científicas Renato Chaves analisaram o local do acidente fatal. Há uma investigação para ter certeza de que o taxista não estava com excesso de velocidade e compreender melhor as circunstâncias do acidente.

Rarisson Luís de Oliveira Miranda, de 40 anos, é o moto-taxista que morreu no acidente da madrugada deste domingo. Os dois veículos transitavam pela rodovia PA-370 (Curuá-Una), em sentidos opostos. Peritos criminais também analisaram a cena do acidente, já que se trata de uma colisão frontal fatal e o motorista do carro fugiu do local sem prestar socorro. Outras pessoas que passavam pelo local é que acionaram socorro, mas não deu tempo até a chegada do Serviço de Atendimento Médico de Urgência (Samu 192).

Num levantamento feito pelo O Estado, veículo de Santarém, nove pessoas já morreram no trânsito santareno. Ainda neste mês, outra vítima foi o motociclista João Teixeira Siqueira, de 42 anos. Morreu numa colisão com uma caminhonete, na rodovia Fernando Guilhon, próximo à ponte do Juá. Foi socorrido, mas morreu no Hospital Municipal de Santarém.

Fonte: Amazônia