O Vaticano informou neste sábado, 15, que o Papa Francisco convocou um sínodo para o outono de 2022 no hemisfério Norte, embora o assunto da reunião de bispos ainda não tenha sido definido.

O Conselho da Secretaria-Geral do Sínodo dos Bispos, instituição que prepara essas reuniões, propôs ao papa na reunião de 6 de fevereiro uma breve lista de possíveis assuntos de discussão.

“O Santo Padre decidiu convocar esta assembleia para o outono de 2022 para garantir um envolvimento mais importante de toda a Igreja na preparação” desta reunião.

O último sínodo comum foi realizado em outubro de 2018, cujo tema principal era a juventude. Um ano depois, em outubro de 2019, o papa convocou um sínodo especial, com os bispos de uma região específica do mundo, para falar neste caso da Amazônia.

O conselho e Francisco também publicaram neste sábado,15, uma mensagem de apoio a ONGs e governos que ajudam e apoiam os imigrantes.

— Muitas pessoas são forçadas a ir de um país para outro devido a guerras, desigualdade econômica, procura de emprego ou terras mais férteis, perseguições religiosas, terrorismo ou crise ecológica — disse o Papa. —As pessoas estão desorientadas, as famílias destruídas … mulheres e meninas são forçadas a se prostituir. A Igreja se identifica com os pobres, o pequeno, com o estrangeiro. Ele aprecia os governos e as ONGs que estão comprometidos em ajudar aqueles que precisam se mudar.

Além disso, ele pede “vigilância contra o tráfico de pessoas e o compromisso de acabar com os conflitos que causam tanto sofrimento”.

Fonte: O Globo