O Hospital Leishenshan, em Wuhan, começa a receber os pacientes para tratamento contra o coronavírus. O hospital tem 1,6 mil novos leitos para pacientes com a doença. Assim como o primeiro, o hospital foi construído em tempo recorde. O primeiro foi construído em uma semana – as obras começaram em 23 de janeiro e terminaram em 2 de fevereiro. A estrutura de 25 mil metros quadrados tinha um canteiro de obras ocupado por cem tratores e quatro mil trabalhadores que se revezaram em três turnos de trabalho.

O Leishenshan foi concluído em duas semanas, com a entrega ocorrida em 15 dias, completados neste sábado. O hospital cobre uma área de 21,9 hectares, com enfermaria de isolamento, área de exames e acomodações para médicos.

O Hospital Leishenshan também fica na cidade de Wuhan, na província de Hubei. A cidade é considerada o epicentro do novo coronavírus, que até este sábado, coma a atulização dos números, já matou 723 pessoas na China. Outras 34.598 foram diagnosticadas com novo coronavírus.

Na província de Hubei, houve 81 mortes. Ao menos 2.050 pessoas já se recuperaram do 2019-nCoV na China.

Números até 13h15 deste sábado, 8:

·         723 mortes por coronavírus na China

·         1 morte nas Filipinas

·         34.598 casos confirmados na China

·         2.050 infectados já se recuperaram na China

·         Mais de 270 casos confirmados em outros 24 países

·         No Brasil, há 8 casos suspeitos e nenhum confirmado até as 15h30 de sexta-feira, 7

Fonte: G1