Daniel Monteiro Araújo, de 21 anos, foi assassinado a tiros, na manhã deste sábado (8), por volta das 5h30, dentro da área do cemitério da Colônia de Marituba, na rua Souza Araújo, bairro Dom Aristides. Ainda não há informações sobre a autoria do crime.

O vigia do cemitério, Armenio da Silva, contou à polícia que ouviu os tiros: ele encontrou o corpo ao lado da casa onde mora, que fica na entrada do local. 

“Ouvi os tiros por volta de 5h30 e não abri nem a porta com medo. Depois que fui sair e achei o corpo. Não vi nenhum movimento de carro nem de possíveis suspeitos. Foi a manhã toda de chuva”, contou o vigia.

Ficha policial


De acordo com a Polícia Militar, que está no local, o jovem tinha passagem pela polícia, por roubo, em 2017. Ainda segundo a PM, a partir de informações preliminares antes da perícia, a vítima foi atingida por cinco disparos, já que foram encontradas cinco munições próximo ao corpo. 

Daniel Monteiro de Araújo tombou sobre a lama que se acumulava no local do crime, após as chuvas que caíram esta manhã na Grande Belém. Populares cobriram o cadáver  com um lençol.  

A PM também informou que encontrou uma pasta básica com o corpo. E que Daniel pode ter corrido pelo cemitério, já que foram encontradas marcas de sangue em vários pontos do local. 

Alguns moradores da área dizem que Daniel tinha envolvimento com drogas e que era morador do bairro. “A gente aconselhava tanto. Ele tinha um histórico ruim com droga. Já tinha sido baleado. A mãe dele esteve aqui logo que encontram o corpo e foi para a delegacia”, contou um morador que preferiu não se identificar. 

Agentes do Centro de Perícias Científicas Renato Chaves chegaram ao local por volta das 10h30 e estão realizando a pericia. Agentes da Polícia Civil também estão no local.

Fonte: Jornal Amazônia