“Irmã, fogo, fogo”. Esse foi o grito de uma senhora da comunidade Santa Izabel da Ungria localizada na Travessa Guerra Passos , no bairro do  Guamá. O alerta da vizinhança salvou o prédio de um incêndio maior, já que rapidamente após o alarde, as irmãs Doroteias utilizando extintores de incêndio acabaram com o fogo provocado por um curto circuito em um ventilador de teto de uma das salas de aula do prédio da Catequese, o qual integra o complexo de três edifícios da Congregação.

O Corpo de Bombeiros, saído do quartel do bairro da Cremação, também agiu rápido, mas quando os brigadistas chegaram não havia mais fogo no local. “Quando nós chegamos a freiras já haviam sanado o problema do curto no ventilador de teto. Elas utilizaram extintores de incêndio e fizeram o papel dos bombeiros, na verdade, foram rápidas”, afirmou o aspirante do Corpo de Bombeiros, líder do efetivo que foi ao local, Lucas Rodrigues.

O aspirante Lucas informou ainda que as irmãs também foram prudentes em logo desligar o quadro do registro geral de energia elétrica do prédio. Ainda assim, a guarnição militar entrou e fez o rescaldo da sala de aula, para confirmar que não havia nenhum outro risco de curto ou foco de fogo no lugar.

“Sim, nós ouvimos a senhora tocando a campainha e nos dizendo alto que havia fogo aqui. Na hora, perguntei onde, e a senhora disse na cozinha. Mas temos três cozinhas, então tratamos todas de pegas os extintores e sairmos em busca do incêndio. Logo vimos onde era e acabamos com ele, graças a Deus, disse sorrindo a madre superiora Gabriela  Zanata, da Congregação Irmãs Doroteias filhas dos Sagrados Corações.