Um homem suspeito de estuprar 12 crianças, adolescentes e jovens, a maioria da mesma escola foi preso, nesta sexta-feira, por policiais do Piauí e do Maranhão. O foco da investigação foram estudantes entre 11 e 18 anos de uma escola pública da zona Sudeste de Teresina (PI). A investigação aponta que há vítimas também nos estados do Maranhão, Pará, Rio de Janeiro, Bahia, Brasília e Mato Grosso. 

Segundo o inquérito, o suspeito exigia fotos nuas das meninas em mensagens pelo WhatsApp. Depois, ameaçava estuprá-las na escola e matar as vítimas e os pais delas. O suspeito de 32 anos foi preso na residência de parentes em São Luís (MA) e não teve o nome revelado. Segundo a polícia, o preso tem passagem pela polícia por roubo, é pescador e motorista de transporte alternativo. Ele será levado para Teresina onde prestará depoimento.

Ainda de acordo com a polícia, há indícios de que o acusado integre uma quadrilha de roubo de celular que aproveita o banco de dados dos aparelhos para ameaçar vítimas e praticar crimes. Há ainda a hipótese dele vender fotos e vídeos na deep web para a rede de pornografia. 

A polícia acredita que o caso se trata de múltiplos crimes de estupro e publicação de pornografia infantil onde várias vítimas crianças e adolescentes foram alvo do criminoso que ocorreram na zona Sudeste de Teresina, mais precisamente no bairro Jardim Europa, entre os meses e outubro e dezembro do ano passado. Um segundo suspeito tamabém é procurado por ajudar no crime de ameaças e estupro as 12 vítimas.

Fonte: UOL