Trinta e um estabelecimentos comerciais, entre casas de shows e bares, foram fechados durante a operação “Patrulhão”, deflagrada pelas polícia Civil e Militar em nove municípios paraenses no último final de semana. A ação foi realizada nas cidades de Marabá, Abaetetuba, Itaituba, Medicilândia, Novo Brasil, Paragominas, Soure, Ulianópolis e Altamira, e contou com cerca de 300 policiais e 75 viaturas. 

De acordo com a Polícia Civil, a operação teve como objetivo fiscalizar casas de show noturnas, lanchonetes, bares e congêneres, além de realizar abordagens pessoais e de veículos, visando a prevenção de crimes de embriaguez no trânsito, porte ilegal de arma de fogo, tráfico de drogas e, sobretudo, homicídios. Os locais com irregularidades perante o Departamento de Polícia Administrativa (DPA) foram notificados. Os demais estabelecimentos foram orientados quanto ao horário de funcionamento e volume do som. 

Em Marabá, a ação resultou no fechamento de duas casas de show que não tinham licença para funcionamento. Já no município de Paragominas, um bar também foi fechado porque não possuía alvará. Em Altamira, as fiscalizações ocorreram nos bairros de Mutirão, Laranjeiro, Bela Vista, Sudam, Independente, Centro, Explanada do Xingu e Liberdade. Na ocasião, foram autuados quatros bares irregulares e houve uma prisão em flagrante por embriaguez na direção de veículo.


No município de Itaituba, três estabelecimentos foram fechados em virtude de ausência de alvará. Tanto em Itaituba quanto em Medicilândia a operação contou com o apoio do Conselho Tutelar, para coibir a presença de criança e adolescentes em locais com consumo de bebidas alcoólicas.

Em Ulianópolis, foram fiscalizados 29 estabelecimentos e 21 foram fechados. Já em Soure, no Marajó, foram vistoriados locais nas praias da Barra Velha, Praia do Pesqueiro, Praia do Céu e do Caju-Una.