Passageiros que estavam em um ônibus da linha Cidade Nova 4/Expresso foram vítimas de um assalto nas primeiras horas da manhã desta sexta-feira (31), em Ananindeua, na região metropolitana de Belém. As vítimas tiveram celulares, dinheiro e pertences pessoais levados por um criminoso identificado como Rogério Rodrigues do Rosário, de 25 anos, que foi preso em flagrante minutos depois do crime. 

O assalto ocorreu por volta de 6h20, momento em que as vítimas se deslocavam de ônibus para o trabalho ou escola. De acordo com as vítimas, o assaltante subiu no transporte coletivo, pagou a passagem normalmente e sentou-se em um dos bancos da frente, como um passageiro comum. Minutos depois, ele levantou-se e anunciou o assalto. A ação criminosa foi muito rápida. Em poucos segundos, o assaltante saiu recolhendo celulares, objetos de valor e dinheiro de todos os passageiros que estavam no ônibus, utilizando uma arma de fogo para amedrontar as vítimas. Uma passageira, que não quis se identificar, se recusou a entregar o celular e foi ameaçada pelo criminoso. Rogério teria tido à vítima que dispararia contra ela caso não entregasse o aparelho. A senhora, com medo, cedeu à ameaça e deu o celular ao assaltante.

Após tomar os pertences dos passageiros, Rogério desceu do ônibus e fez mais uma vítima. Na fuga, ele tentou render um motorista de aplicativo, mas a vítima conseguiu pular do veículo e fugir antes de ser feita refém.

O assaltante seguiu no carro roubado em direção à avenida Dom Vicente Zico, antiga Arterial 18. As características do criminoso e do veículo foram informadas aos policiais militares do 6º Batalhão (6°BPM), que começaram as buscas ao assaltante e conseguiram alcançá-lo na rua SN 3. Encurralado, Rogério ainda atirou contra a viatura da PM, numa tentativa de escapar do certo policial, mas foi preso em flagrante e conduzido à Seccional Urbana da Cidade Nova. Todos os objetos foram devolvidos às vítimas. Com o criminoso, os policiais encontraram um revólver calibre 38. 

O acusado, que já tem várias passagens na polícia por furto, roubo e roubo majorado, isto é, com agravantes, foi novamente atuado em flagrante por roubo circunstanciado e tentativa de sequestro.

As informações são do Jornal Amazônia.