A casa do Big Brother Brasil 20 parece ter se dividido de vez em dois grupos na Festa do Líder da noite de quarta-feira, dia 29. De um lado os homens e do outro as mulheres. As atitudes e a estratégia do grupo formado por Petrix, Hadson, Guilherme, Lucas e Felipe incomodaram demais Marcela, Thelma e Gizelly que decidiram se unir. 

A festa da noite em homenagem ao ginasta Petrix começou logo com uma brincadeira que irritou Flayslane. Lucas e Felipe esconderam as garrafas de uísque. Flayslane pediu para beber um pouco, mas os brothers gozaram com a cantora. “Lucas, eu quero um pouco. Enche o copo para mim, vá. Vocês esconderam a bebida”, berrou a Flayslane. Lucas respondeu que estava bebendo água e Guilherme a aconselhou a beber cerveja. A nordestina ficou com ainda mais raiva. “A bebida não é só de vocês, c******”, detonou.

Durante a festa, Lucas e Petrix confirmaram o plano entre os cinco homens da casa para desestabilizar as mulheres comprometidas. A intenção dos dois é dar em cima das sisters que têm namorado fora da casa, como a digital influencer Mari Gonzalez, na tentativa manchar a imagem das confinadas diante do público. “Nós estamos dominando, esquece o resto. No jogo. É isso que importa, elas que nos perdoem no final. Elas que se virem. Eu sei que eu tenho uma vantagem. Eu gosto de dançar e talvez atraia elas. Vou usar isso”, declarou Petrix. Lucas concordou e disparou: “É o único jeito da gente ganhar isso aqui. Queimando elas. É queimar para jogar”.

Quando Marcela e Gizelly souberam do plano ficaram revoltadas com a estratégia em toda a festa. Gizelly pretende agir como agente duplo e conseguir informações úteis sobre o jogo. “Está um machismo nojento aqui dentro, imagina lá fora o que não está passando. É um nojo”, reclamou Thelma. “Eu vou fazer de tudo para as mulheres desse programa f***** com esses machistas”, respondeu Marcela.