A China informou nesta terça-feira (28) que 106 pessoas morreram devido a um novo coronavírus que está se espalhando pelo país, acima do número anterior de 81.

O número total de casos confirmados na China aumentou para 4.515 em 27 de janeiro, informou a Comissão Nacional de Saúde em um comunicado, contra 2.835 relatados no dia anterior.

RÚSSIA

Três regiões do extremo oriente da Rússia fecharam suas fronteiras com a China até 7 de fevereiro, em meio a temores sobre o surto chinês de coronavírus, disse o governo da região de Khabarovsk nesta terça-feira, segundo a agência de notícias Tass.

Em Moscou, as autoridades disseram ter adotado medidas especiais de segurança em hotéis e locais turísticos, à medida que o número de mortos pelo vírus que se parece com o da gripe subiu para 106 na China, com mais de 4.500 casos confirmados.

A Rússia não teve nenhum caso confirmado do novo vírus, mas tem voos diários diretos para várias cidades chinesas e autoridades disseram no ano passado que esperavam mais de 2 milhões de turistas chineses em 2019.

“Tomamos medidas de controle especial em hotéis e outros lugares onde os turistas se reúnem em massa”, escreveu o prefeito Sergei Sobyanin em seu site. “Quando sinais alarmantes aparecerem, equipes médicas de emergência serão enviadas para realizar um exame completo”.