O acidente de helicóptero que tirou a vida de Kobe Bryant e de sua filha, Gianna, também deixou outras sete pessoas mortas. Todos os envolvidos tinham ligação com a família do astro, seja por confiança, como era o caso do piloto, Ara Zobayan, ou por amor pelo esporte, como os outros passageiros. Antes da tragédia, estavam a caminho de um jogo de basquete em Thousand Oaks, no centro de treinamento Mamba Academy, construído por Kobe.

Os corpos de John Altobelli; Keri Altobelli; Alyssa Altobelli; Sarah Chester; Payton Chester; Christina Mauser e Ara Zobayan foram identificados. Conheça quem era cada um e qual a sua relação com Kobe Bryant, segundo as informações de “Los Angeles Times” e “The New York Times”.

VÍTIMAS DO ACIDENTE:FAMÍLIA ALTOBELLIJohn Altobelli era o mais antigo técnico de beisebol da Orange Coast College. Ao lado da mulher, Keri, costumava incentivar a filha Alyssa a seguir o caminho do esporte. A menina, também de 13 anos, jogava no mesmo clube de Gianna Bryant. Altobelli, que vivia em Newport Beach, ajudou a centenas de crianças em busca de bolsas escolares em programas nas últimas três décadas.

SARAH E PAYTON CHESTER ​Mãe e filha também estavam no helicóptero no momento do acidente. A jovem participaria do jogo, assim como Gianna e Alyssa. A confirmação da morte das duas foi feita por Riley Chester, filho e irmão das vítimas, nas redes sociais.

CHRISTINA MAUSERChristina Mauser era técnica de basquete e educação física na Harbor Day School, na Califórnia, e comandou Gianna Bryant ao título escolar em 2017. O marido, Matthew Mauser, que também treinou o time da escola, confirmou a morte nas redes sociais. A treinadora ficou na escola por 11 anos e era uma das responsáveis pelo desenvolvimento da filha de Kobe Bryant nas quadras.

ARA ZOBAYAN – PILOTONascido na Romênia, ele era um piloto comercial de helicóptero e instrutor de voo certificado. Ele pilotava aeronaves na Califórnia há 20 anos e foi o professor de vários jovens pilotos no período.