Entre os produtos da cesta básica que mais pressionaram a inflação na capital paraense está o feijão, segundo levantamento do Departamento Intersindical de Estatística e Estudos Socioeconômicos (Dieese-PA), que semanalmente afere o comportamento dos preços do grão.

Segundo o Dieese Pará, o feijão comercializado em supermercados de Belém apresentou alta de preço de 30,71% em dezembro de 2019, em relação a novembro do mesmo ano. Já em todo o ano de 2019, o preço do quilo do feijão teve aumento recorde de 69,97%.

Ainda segundo o Dieese, a tendência para janeiro ainda é de alta no preço do feijão.