REPRODUÇÃO

Dois estádios do Campeonato Paraense 2020, que constavam com pendências, junto ao Ministério Público do Pará, estão liberados para os jogos da segunda rodada. São eles: o estádio municipal Zinho de Oliveira, em Marabá, e o estádio municipal Colosso do Tapajós, em Santarém. 

A informação foi obtida com o Ministério Público, contudo, ainda conforme o referido órgão, a liberação foi apenas parcial. O promotor-público, Nilton Gurjão, informou que a engenheira do MP ressaltou que ambos os estádios estão sem pendência de laudos, embora estejam aprovados com restrições pelos órgãos. “Foram finalizadas as análises técnicas as análises técnicas”, informou Gurjão.

As restrições, segundo o órgão do judiciário, são, basicamente, a retirada de restos de obras de dentro dos estádios e a execução de serviços de manutenção de modo geral nas instalações, as quais os órgãos não consideraram que fossem impeditivas para o funcionamento dos referidos estádios.

No caso do Colosso do Tapajós e Zinho de Oliveira, as restrições não são impeditivas para capacidade de público. Inclusive, em Santarém, há uma certa divergência com relação a capacidade total do estádio de Santarém. A Policia Militar estabeleceu a capacidade de público em 6 mil pessoas. Já o Corpo de Bombeiros liberou o estádio para 8.5 pessoas. O MP, que é um órgão que controla e analisa os laudos, ressalta que a palavra final sobre a capacidade de público é do Corpo de Bombeiros, já que o referido órgão calcula em função das dimensões das rotas de fuga e saídas de emergência.

Zinho de Oliveira é o palco de Águia e Castanhal, marcado para o próximo dia 25, a partir das 17h. Já o Colosso do Tapajós vai sediar Tapajós e Paragominas dia 26, a partir das 17h, 

Os demais estádios da segunda rodada já haviam obtido a liberação, de forma antecipada, casos do estádio da Curuzu, Mangueirão e Parque do Bacurau.