A comemoração pelo aniversário de 404 anos de Belém, organizada pela Prefeitura de Belém, começou, neste domingo (12), com missa solene na Igreja da Sé (Catedral Metropolitana de Belém), no bairro da Cidade Velha. A missa em ação de graças teve início às 8h,  celebrada pelo bispo auxiliar de Belém, Dom Antônio de Assis Ribeiro, e começou às 8h04. A celebração contou com as presenças do prefeito de Belém, Zenaldo Coutinho e do vereador Mauro Freitas, presidente da Câmara Municipal de Belém, além de secretários municipais, autoridades convidadas e público em geral.

Na missa, Dom Antônio ressaltou temas como o batismo, citou Jesus prestando serviços, e falou sobre a necessidade de ética para se garantir qualidade de atendimento em serviços públicos à população. 

A primeira capital da região norte do Brasil, Santa Maria de Belém do Grão Pará, conhecida como Belém do Pará, foi fundada em 12 de janeiro de 1616. A cidade é localizada às margens dos rios Guamá e Guajará e iniciou a sua urbanização pelo bairro hoje chamado de Cidade Velha.

Cerimônia lotou Catedral Metropolitana
Cerimônia lotou Catedral Metropolitana (Oswaldo Forte)

Em relação à primeira Igreja construída em Belém, há relatos de que, no início da fundação da cidade, foi escolhido um terreno, onde iniciou a construção da Igreja da Sé, dedicada à Nossa Senhora da Graça.  

Nos mais de 400 anos de fundação, a capital paraense vivenciou diversos eventos ações da Igreja católica de Belém. Mas, antes, a Arquidiocese de Belém  destaca três pontos importantes da história da Igreja de Belém: início da evangelização na Amazônia (que completa com a cidade 404 anos); a criação da Diocese (que em 2019 completou 300 anos); Elevação da Diocese à Arquidiocese em 1906.

Prefeito, presidente da Câmara e outras autoridades foram à Sé
O prefeito, presidente da Câmara e outras autoridades foram à Sé (Oswaldo Forte)

Dentro desse período, destacam-se eventos que contribuíram para a expansão da evangelização na capital paraense: Congresso Eucarístico Nacional (1953) sediado também pela segunda em 2016, no ano dos 400 anos da cidade; Assembleia Arquidiocesana (2017); 300 Anos de Diocese de Belém (2019-2020). E, neste ano, Belém irá viver até junho de 2020 o Sínodo Arquidiocesano, onde clero, consagrados e leigos vão traçar novos caminhos da evangelização e renovação da vida pastoral.