A bandeira vermelha, que simboliza vingança, foi asteada sobre a cúpula sagrada da mesquita de Jamkaranm Qom Irã. 

Na tradição, as bandeiras vermelhas simbolizam a necessidade de uma vingança sangrenta.

A bandeira é muito utilizada no Irã durante o mês do Moharram (mês do luto, que terminou no último dia 29 de setembro), seja ela hasteada em mesquitas, ou utilizada em procissões. A mesma bandeira foi vista nas ruas de Teerã na última segunda-feira durante uma homenagem pública a Soleimani, sem necessariamente ter uma conotação de vingança.

“Devido ao martírio […] do general Qassem Soleimani e de seus camaradas, e após escutarmos a mensagem dos guias supremos pedindo uma vingança dura, nós instalamos esta bandeira para que todos os fiéis [xiitas] pelo mundo, assim como todos os combatentes da liberdade, se reúnam sob esta bandeira para vingar o sangue injustamente derramado de Qassem Soleimani, que nós consideramos como um dos melhores companheiros do imã oculto”, explicou Hossein Abadi à AFP.