reprodução

O estádio da Curuzu vem passando por ajustes, tanto dentro, quanto fora de campo. O gramado do “Vovô da Cidade” passa por reformas para receber os jogos da temporada 2020, tendo o primeiro compromisso logo no dia 20 de janeiro, contra o Itupiranga, na estreia do clube bicolor no Parazão.

Leonardo Maia, diretor de patrimônio do Papão, explicou algumas situações que ocorrem no gramado da Curuzu, que passa por manutenção desde o mês de novembro para receber partidas e treinamentos da equipe profissional.

“Todos os anos realizamos serviços de aeração e fazemos os cortes verticais. Hoje não temos equipamentos mecanizados na região e fazemos uma adaptação com furos no gramado, preenchemos com areia e aí se tem uma melhor absorção. É um gramado bastante utilizado, temos dificuldades em conseguir campos e realizamos todos os treinos e jogos na Curuzu, por isso pedimos o tempo de 2 meses, que é mínimo, para ter uma qualidade no gramado”, disse.

Além do gramado, outras áreas da Curuzu recebem cuidados, como o hotel, arquibancadas, restaurante e muros, que passam por pinturas. A área externa também passará por reformas e os grafites com grandes times do Paysandu, na fachada do estádio, receberão cores.

As artes da fachada da Curuzu feitas pelo grafiteiro Márcio Caveira, vai sendo recontada através das cores. Há três anos estampando as glórias do Papão em toda a sua história, os desenhos sofreram desgastes com o tempo, mas aos poucos vão ganhando vida novamente.

No final de 2019 o estádio do Papão passou por vistorias da Federação Paraense de Futebol (FPF), incluindo alguns órgãos de segurança, como Corpo de Bombeiros e Polícia Militar e passou nas vistorias.