O preço da cesta básica vendida nos supermercados da região Norte registrou alta acentuada entre outubro e novembro de 2019 e alcançou o valor de R$ 528,58 – elevação de R$ 19,93 em relação ao mês anterior (3,92%), quando fechou em R$ 508,65. Em relação a novembro do ano passado, quando a cesta custava R$ 498,61, foi verificado um aumento de 6,01% (R$ 29,97). Os dados são da pesquisa realizada pela consultoria GfK e analisada pelo Departamento de Economia e Pesquisa da Associação Brasileira de Supermercados (Abras).

Essa elevação mensal foi, pelo terceiro mês consecutivo, a maior dentre todas regiões do País e manteve os nortistas entre os que pagam uma das cestas mais cara do País. Só ficam atrás da cesta básica consumida pela população dos Estados sulistas, no valor de R$ 535,40, que registrou acréscimo mensal de 1,33%. O Sudeste, com alta de 2,65% em novembro, anotou o preço de sua cesta básica em R$ 468,53. Na sequencia, o Centro-Oeste teve um acréscimo de 3,38% no valor dos produtos básicos e fechou o mês em R$ 457,45. Já o Nordeste apresentou uma ligeira alta de 0,32%, e encerrou o mês de novembro com o custo de R$ 415,43.

Em todo o País, a cesta básica nos supermercados registrou alta de 2,38% em novembro, passando de R$ 471,92 para R$ 483,15. Em relação a novembro de 2018, quando a cesta tinha custo de R$ 461,48, houve variação de 4,70% – acréscimo de R$ 21,67. No acumulado dos 12 meses (novembro 2018/novembro 2019), o valor da cesta apresentou crescimento de 4,70%.  As maiores altas nos preços foram registradas nos itens: carne traseiro (15,42%), carne dianteiro (8,24%), feijão (5,68%) e pernil (3,35%). As maiores quedas nos preços registradas pelo indicador estão nos itens: biscoito cream cracker (-33,60%), biscoito maisena (-31,35%), cebola (-20,21%) e batata inglesa (-17,46%).

Na região Norte, as principais elevações foram nos valores da carne traseiro (18,94%), do queijo prato (9,89%), da carne dianteiro (6,56%), do extrato de tomate (4,58%) e da cerveja (2,20%). Já as reduções mais significativas foram nos preços da cebola (-25,91%), da batata-inglesa (23,51%), do tomate (-23,08%), do sabão em pó (-7,99%) e do xampu (-5,71%). A cesta Abrasmercado é composta por 35 produtos mais consumidos nos supermercados: alimentos, incluindo cerveja e refrigerante, higiene, beleza e limpeza doméstica.