reprodução

Neste fim de ano, a Federação Paraense de Surf (Fepasurf) se junta à Associação Brasileira de Surf na Pororoca (Abraspo) e à Confederação Brasileira de Surf (CBSurf) para a realização dos campeonatos brasileiro e paraense de surf em água doce, na Ilha de Mosqueiro. O evento, que tem a parceria do governo do Pará, ocorre nos dias 28 e 29, nas praias do Maraú e Farol, em baterias de surf noturno.

A competição também tem um caráter de responsabilidade ambiental. Ao se inscreverem no evento, cada atleta receberá um saco de 100 litros para a retirada de resíduos sólidos das praias, realizando assim a limpeza no Maraú e no Farol.

Para o torneio, que ainda terá um congresso técnico e o sorteio das baterias na sexta-feira (27), cinco mil reais serão divididos nas quatro categorias: Open, Júnior, Máster e Feminino. Em entrevista à Redação Integrada de O Liberal, o presidente da Fepasurf, Noélio Sobrinho, falou mais sobre o tema.

“É a terceira edição do evento promovido pela Fepasurf, juntamente com a Abraspo, em parceria com a CBSurf, que já é uma tradição. Estamos criando um novo produto de desenvolvimento do turismo na ilha de Mosqueiro. O torneio também vale dois mil pontos no ranking e vai apontar o campeão brasileiro e paraense de 2019.”