A guerra judicial para que Rose Miriam di Matteo seja reconhecida como herdeira da herança de Gugu Liberato começou. A viúva do apresentador Gugu e mão dos três filhos do apresentador entrou com uma ação judicial no Brasil para ter reconhecida a união estável. A abertura do processo não agradou à outra parte da família do apresentador formada pelos sobrinhos que também foram contemplados no inventário. Caso Rose Miriam seja reconhecida como esposa de Gugu terá direito a parte da herança e diminuirá as partes concedidas aos outros herdeiros. 

Em entrevista ao jornal Folha de São Paulo, Rose Miriam, falou que “qualquer mulher no lugar dela faria a mesma coisa” para ter reconhecido o direito como mulher do homem com quem viveu ao lado durante toda a vida. “A própria família dele estava cansada de nos ver juntos, há 19 anos. Eu chamava ele de anjo. Nunca tive outro homem que não fosse ele”, declarou à coluna de Mônica Bergamo.

Por meio de assessoria de imprensa, a outra parte da família emitiu um novo comunicado afirmando ter sido pega de surpresa com a entrevista da viúva. Eles partiram para o ataque declarando que Rose Miriam todos foram pegos de surpresa pelas declarações da mãe dos três filhos de Gugu. “O que causa extremo espanto à mãe e irmãos de Gugu, e é considerado o problema maior e inadmissível, é o fato dos três filhos terem ficado nos EUA sem a mãe ou qualquer parente, principalmente num momento como este quando, segundo a própria Rose Miriam declarou ‘as crianças estão muito abaladas porque eles viram o pai morrendo no chão. Foi trágico’”, diz um trecho da nota enviada à imprensa.

Segundo o comunicado, Rose Miriam teria saído de casa sem avisar as crianças sobre sua viagem ao Brasil. O texto condena a postura da viúva em ter concedido entrevista à imprensa, e afirma que qualquer discussão sobre a herança de Gugu Liberato deveria ser interna. “Qualquer informação sobre a herança dos filhos, deveria ser discutida somente com eles. Trata-se de um assunto familiar e existe sigilo judicial visando a proteção dos menores. Não temos nada mais a declarar”.

Leia o comunicado da família na íntegra:

“Este comunicado refere-se à entrevista concedida por Rose Miriam Souza Di Matteo ao repórter Bruno B. Sorraggi, da coluna Mônica Bergamo (Folha de São Paulo), publicada nesta sexta-feira, 20 de dezembro. Rose Miriam, mãe dos filhos de Gugu, conversou com o repórter em São Paulo, no escritório de Nelson Willians. A mãe do apresentador, Maria do Céu Liberato e os irmãos Amandio Liberato e Aparecida Liberato esclarecem que:

A entrevista pegou a todos de surpresa, visto que hoje (20/12) completa apenas um mês desde o acidente sofrido por Gugu Liberato em sua casa em Orlando, na Flórida.

Nenhum familiar de Gugu sabia que Rose Miriam estava no Brasil. Para todos, ela estava em casa, ao lado dos filhos, oferecendo todo apoio necessário.

O que causa extremo espanto à mãe e irmãos de Gugu, e é considerado o problema maior e inadmissível, é o fato dos três filhos terem ficado nos EUA sem a mãe ou qualquer parente, principalmente num momento como este quando, segundo a própria Rose Miriam declarou ‘as crianças estão muito abaladas porque eles viram o pai morrendo no chão. Foi trágico’.

Ainda mais sério e triste é o fato dos filhos de Gugu, João Augusto, Marina e Sofia também desconhecerem o paradeiro da mãe. Rose Miriam saiu de casa na segunda-feira (16/12) sem comunicar a ninguém sobre sua viagem, deixando apenas uma mensagem de whatsapp, informando a um funcionário que iria para um retiro e retornaria na quarta-feira (18/12). Até a presente data ela não voltou para casa.

Nossa prioridade é o bem-estar e segurança dos filhos, João Augusto de 18 anos, Marina e Sofia, de 15 anos. Neste momento de extrema dor isso é absurdo. Qualquer informação sobre a herança dos filhos, deveria ser discutida somente com eles. Trata-se de um assunto familiar e existe sigilo judicial visando a proteção dos menores. Não temos nada mais a declarar”