reprodução

Durante o final de semana após o procedimento estético, familiares relataram à polícia que Lidiane procurou o pronto-socorro da cidade, suspeitando que estaria com dengue, mas um exame descartou esse diagnóstico.

Na quinta-feira (12), o estado de saúde dela teria piorado, com febre. Então, a mulher procurou novamente atendimento médico. Ela foi levada para o Hospital Regional onde permaneceu internada na Unidade de Terapia Semi-Intensiva.

De acordo com o hospital, Lidiane aguardava transferência para a Santa Casa de Araçatuba, mas morreu na tarde de segunda-feira.

Ainda segundo o hospital, o atestado de óbito de Lidiane indicou que a morte foi causada por parada cardiorrespiratória, alergia a produtos químicos, crise convulsiva e hipotensão.

O corpo da mulher foi encaminhado para o IML (Instituto Médico Legal) de Andradina e passou por exame necroscópico. Ela foi enterrada na manhã de hoje.

Crédito: R7.com