Das 10 cidades que mais criaram vagas de trabalho com carteira assinada até outubro de 2019, sete são capitais que representam, juntas, 21,5% das 841.589 contratações realizadas no período.

A cidade de São Paulo (SP) encabeça a lista de contratações formais entre janeiro e outubro. De acordo com dados do Caged (Cadastro Geral de Empregados e Desempregados), o saldo de empregos com carteira assinada na capital paulista é de 88.440 no período.

Na sequência, aparecem as capitais Belo Horizonte (MG), Curitiba (PR), Brasília (DF) e Manaus (AM), que geraram, respectivamente, 26.152, 22.256, 18.149 e 12.034 novos postos de trabalho nos primeiros dez meses do ano.

Joinville (SC), com 8.123 novas vagas, Barueri (SP), com 6.765, e Dourados (MS), com 6.577, figuram como as únicas cidades que não são capitais entre as 10 que mais contrataram em 2019.

Completam o topo do ranking as capitais São Luís (MA) e Goiânia (GO), cujos saldos de novas vagas com carteira assinada no ano são de, respectivamente, 7.491 e 7.031.

Na outra ponta do indicador do Ministério da Economia, o Rio de Janeiro amarga o corte d 8.457 postos de trabalho com carteira assinada entre janeiro e outubro. Também demitiram mais do que contrataram as capitais João Pessoa (PB), Fortaleza (CE), Natal (RN), Belém (PA), Maceió (AL), Porto Alegre (RS) e Teresina (PI).

Regiões

Na análise regional, todos os cinco regiões administrativos do Brasil contrataram mais do que demitiram em 2019, com destaque para o Sudeste, que acumula 417.669 novos postos de trabalhos formais até outubro.

Em seguida, aparecem as regiões Sul (+178.144 vagas), Centro-Oeste (+114.143), Nordeste (+90.800) e Norte (+40.833).