enador Flávio Bolsonaro já protocolou a sua desfialiação do PSL junto ao Tribunal Superior Eleitoral. O filho mais velho de Jair Bolsonaro presidia a silga no estado do Rio de Janeiro e deixou o partido após a crise envolvendo dirigentes do PSL e o presidente.

O presidente Jair Bolsonaro ainda não formalizou a ação, mas anunciou nesta tarde a sua saída do partido.

Flávio encampará a campanha de dissidentes do PSL para criar um novo partido, que, fundado, seria chamado de Aliança pelo Brasil. Por ter concorrido em uma eleição majoritária, o senador não corre o risco de perder o mandato, diferentemente de deputados que decidam deixar o PSL.