Reprodução/Redes Sociais

Pelos corredores e salas da sede do curso Pré-Vestibular Municipal, no bairro de Nazaré, a movimentação está mais intensa e, nota-se, uma certa agitação. Tudo porque no próximo domingo, dia 3, serão realizadas as provas de Redação, de Linguagem, Código e suas Tecnologias, e também de Ciências Humanas e suas Tecnologias, as primeiras do Exame Nacional do Ensino Médio 2019(Enem).

Inaugurado no início de 2015, o curso Pré-Vestibular Municipal é mantido pela Prefeitura de Belém e atende a 600 estudantes, todos oriundos de escolas públicas da capital paraense. Na manhã desta sexta-feira, 1º, o prefeito Zenaldo Coutinho fez uma visita aos alunos e professores da escola para apoiá-los e desejar sucesso a todos nas provas que começam em breve.

Desde que o cursinho começou as atividades, cerca de mil alunos foram aprovados em cursos superiores, tanto no Pará, quanto no Brasil. “Nosso foco são alunos da rede pública que buscam cursos superiores em universidades públicas. Todos os que já concluíram o ensino médio ou o estão terminando, passaram por um processo seletivo acirrado e entrevista sócio-econômica para conseguir uma vaga no cursinho, e ninguém paga por isso”, conta o coordenador do curso Pré-Vestibular Municipal, Henderson Ramos, mais conhecido como professor Branco.

Os 600 estudantes são distribuídos nos três turnos de aula, de manhã, à tarde e à noite, e dispõem de salas climatizadas, material didático impresso, data-show, praça de alimentação e apoio de uma grande equipe pedagógica e técnica. Ao todo são 45 professores, que passaram por um processo seletivo, e também ministram aulas em cursinhos pré-vestibular particulares e em escolas da rede pública estadual.

Em meio à agitação, num intervalo entre as aulas, uma aluna se destaca, andando lentamente pelo corredor, com a ajuda dos colegas. Lúcia Nunes tem 52 anos, mora no bairro do Una e, apesar de ser deficiente visual, consegue acompanhar as aulas ministradas. “Comecei o cursinho em agosto deste ano, e acompanho as aulas por meio de áudio, e acho que consigo entender o que ensinam porque presto bastante atenção a tudo, e sempre tem a ajuda de colegas e professores. Aprendi muito aqui”, avalia Lúcia, que vai prestar exame para o curso de Serviço Social.

Destaque – O prefeito Zenaldo Coutinho destaca alguns aspectos do Pré-Vestibular Municipal. “Os professores foram selecionados em um processo no qual buscamos qualificar ao máximo a equipe. E fazemos, desde março até novembro, um curso intensivo, buscando dar o maior suporte aos alunos para que eles tenham acesso ao ensino superior público, e temos tido um êxito crescente. Tenho certeza que neste ano vamos bater recordes de aprovação”, avalia o prefeito.

O prefeito adiantou que em 2018, o cursinho vai se mudar para um prédio maior e assim atender a um número mais abrangente de estudantes. “Vamos poder aumentar o número de vagas. Este é um cursinho exemplar, bancado com recursos públicos do município, decorrentes das nossas receitas tributárias, e ficamos felizes de ter um curso da melhor qualidade. Desejo a todos que os esforços deles sejam recompensados e que tenham grande sucesso”, enfatizou.

A estudante Tacyane Sampaio, de 22 anos, busca uma vaga no curso de Medicina, e destaca a forma como o ensino é ministrado no cursinho. “Eu me surpreendi com a qualidade dos professores, porque quando você pensa em algo público associa com algo defasado, mas isso não acontece aqui, o pessoal do apoio e assistência é também incrível. E por isso, estou com muita confiança em mim e no que aprendi aqui e passar nas provas”, elogiou a estudante.

Desde agosto, começaram as aulas de revisão no cursinho. Na reta final de preparação ao Enem, haverá duas grandes revisões, nas sextas-feiras, 3 e 10, no horário das 8 às 18 horas. “No feriado de Finados, estaremos com aulas das 8 horas ao meio dia. No sábado, não haverá aula presencial, mas os professores estarão de plantão para tirar as últimas dúvidas dos alunos, e ficaremos à disposição deles pela parte da manhã”, adiantou o professor Branco.

Apesar de não ter conseguido passar ainda para o ensino superior, o estudante Hidelbrando Alcântara, de 20 anos, morador do bairro do Telégrafo, conseguiu se manter no cursinho desde o ano passado. “É meu segundo ano aqui. Temos tudo o que tem no cursinho particular, mas parece que aqui temos muito mais atenção. Eu acho que todos nós estamos bem preparados, principalmente depois da implantação do Pro Mil, com foco na nota máxima em Redação, e do Pro Mais, que trabalha com a base de Matemática”, destaca o aluno, que pretende cursar Engenharia Florestal ou Ambiental.

No início deste ano, cerca de 6.800 estudantes da rede pública de ensino fizeram o processo seletivo, disputando as 600 vagas para o cursinho Pré-Vestibular Municipal. Para o ano que vem, com a mudança para um prédio maior, a previsão é de que o número de vagas dobre e que cerca de 10 mil alunos se inscrevam para a seleção.