Bolsonaro atacou Witzel Valdenio Vieira/PR

O presidente Jair Bolsonaro falou em entrevista exclusiva à Record TV sobre o vazamento de informações de um inquérito que tenta ligá-lo a um dos suspeitos apontados pela Polícia do Rio de Janeiro por matar a vereadora Marielle Franco. Bolsonaro apontou o governador Wilson Witzel como um dos responsáveis por vazar a informação para a TV Globo, que divulgou a informação no Jornal Nacional desta terça (29).

Bolsonaro negou qualquer envolvimento e afirmou que não estava no Rio de Janeiro no dia e hora das informações citadas neste vazamento.

“Eu não estava lá. É uma maneira sórdida, que querem de qualquer maneira deslegitimar o governo Jair Bolsonaro”, afirmou o presidente da República, que avisou: “Globo, acabou a mamata de bilhões por ano para vocês”. O presidente disse ainda que a Globo quer criar um clima que leve parte da poulação às ruas para pedir seu afastamento e provocar “baderna” no país como em outros países da América Latina, que enfrentarem problemas de instabilidade política recentes.

“O governador se elegeu graças ao meu filho Flávio Bolsonaro, ele colou em nós o tempo todo. E ao assumir o Governo do Rio de Janeiro ele imediatamente já se tornou inimigo do Flávio, inimigo da minha família e imediatamente se lançou como candidato a presidente para 2022. Para atingir seu objetivo ele tem que destruir a família Bolsonaro e este inquérito é conduzido pelo Polícia Civil do Rio de Janeiro”, afirmou Bolsonaro.

Em entrevista ao Jornal da Record desta terça, Bolsonaro falou sobre o caso. Assista:

Por R7.com