Semas/Divulgação

Técnicos da Secretaria de Estado Meio Ambiente e Sustentabilidade (Semas) estão no município de Viseu, na costa atlântica paraense, com profissionais do Corpo de Bombeiros e Defesa Civil, Universidade Federal Rural da Amazônia (Ufra) e Instituto Bioma para identificar possíveis manchas de óleo na localidade de Apeú Salvador, município de Viseu, próximo à divisa do Pará com Maranhão.

Durante a ação, realizada na Praia de Jabotitiua, distante cerca de 1 hora de lancha da sede municipal, foi realizado o levantamento de coordenadas geográficas e o lançamento de um drone para identificar possíveis manchas de óleo, mas nada foi identificado. O objetivo da força-tarefa montada pelo Governo do Pará é monitorar a possível chegada de óleo ao litoral paraense.

Segundo o secretário adjunto de Regularidade Ambiental da Semas, Rodolpho Zahluth Bastos, a operação tem o apoio da Prefeitura de Viseu, que disponibilizou a embarcação para deslocamentos dos técnicos. “A equipe possui outros equipamentos de apoio na operação, dois drones para varredura e registro de áreas mais distantes da costa, GPS, binóculos, kits de coleta de amostras de material biológico e EPI (Equipamento de Proteção Individual) específico para acidente com óleo, caso encontrem algum animal atingido”, explicou o secretário, acrescentando que “estamos atuando de forma preventiva, para o caso de alguma ocorrência que chegue ao Estado do Pará possamos agir rapidamente”.

Prevenção – A operação nos municípios de Viseu e Augusto Corrêa é preventiva, caso apareçam manchas de óleo nesses locais, e também dá continuidade às ações iniciadas com o sobrevoo em 12 municípios da costa atlântica paraense, na última segunda-feira (21), quando não houve constatação visual de manchas de óleo, similares ao que ocorre no litoral nordestino do Brasil.